sexta-feira, 16 de outubro de 2009

MEUMUNDO

Eu só quero ficar só, com as minhas canções e poesias, e esquecer do mundo lá fora.
Me libertar de tudo que me aprisiona, de todas as angústias que me matam por dentro.
Mas não adianta continuo preso as amarras do passado, mas tenho que seguir em frente,
e tentar esquecer do que me machucou, as lembranças ainda ardem na memória que me assalta, mas agora está tudo bem, a respiração apressada acalmou, e os olhos aflitos serenaram. e navego por mares tranquilos.

Nenhum comentário:

Postar um comentário